Diabetes - Tamara Haesbaert.png

Diabetes

A diabetes mellitus representa um grupo de doenças metabólicas, de causas diversas, caracterizada pela hiperglicemia, que resulta da secreção deficiente de insulina pelas células beta do pâncreas, resistência periférica à ação da insulina ou ambas. Os dois principais são o diabetes tipo 2, que responde por cerca de 85 a 90% dos casos, e o diabetes tipo 1 que corresponde a 5 a 10% dos casos.

É uma doença crônica que acomete mais de 13 milhões de brasileiros. Não procurar ajuda, nessa situação, pode acarretar em danos a vários órgãos, principalmente os olhos, rins, coração, vasos sanguíneos e nervos.

Em quem pesquisar o diabetes?

O diabetes deve ser considerado em pacientes com sintomas clássicos da doença (aumento da sede, aumento da diurese, perda de peso e aumento da fome) e também em todos os indivíduos sem sintomas acima de 45 anos. Nos mais jovens caso haja fatores de risco como sobrepeso ou obesidade, hipertensão, história familiar de diabetes, alteração no colesterol ou triglicérides, história prévia de diabetes gestacional, síndrome dos ovários policísticos, etc.

São considerados fatores de risco a obesidade, hipertensão, níveis altos de colesterol e triglicérides, falta de atividade física regular, estresse emocional, medicamentos à base de cortisona, hereditariedade e idade acima dos 40 anos.

Procure um endocrinologista se você se encaixar em algum desses grupos. Com um tratamento adequado, o risco de futuras complicações é reduzido.