Bioimpedancia - Tamara Haesbaert.jpg

Bioimpedância

A bioimpedância é um exame que analisa a composição corporal, indicando a quantidade aproximada de músculo, osso e gordura.

Este tipo de exame se faz em balanças especiais, que têm placas de metal que conduzem um tipo fraco de corrente elétrica que atravessa todo o corpo.

Por isso, além do peso atual, estas balanças também mostram a quantidade de músculo, gordura, água e até as calorias que o corpo queima ao longo do dia, de acordo com sexo, idade, altura e intensidade da atividade da física, que são dados introduzidos na balança.

 

Para que o exame indique os valores corretos de massa gorda e magra é preciso garantir algumas condições, como:

  • Exercícios: Não se devem praticar exercícios físicos durante as 12 horas antecedentes à avaliação.

  • Acessórios: Não é permitido fazer o exame portando relógio, anel, aliança, pulseira, colar, brinco, piercing etc.

  • Café, chá, álcool e outros: Não ingerir café, chocolate, chás, álcool, bebidas energéticas ou diuréticos durante as 24 horas antecedentes à avaliação. 

  • Alimentação: Permaneça em jejum (alimentos e líquidos – até mesmo água) de 2 a 3 horas antes da realização do exame.

  • Hidratação e desidratação: Avaliações em níveis de água raramente baixos podem alterar a leitura, portanto hidrate-se bem no dia anterior ao exame.

  • Urinar: Urinar antes da realização do exame.

  • Ciclo Menstrual: não é recomendável que se faça durante o período menstrual, pois a retenção de líquido pode alterar ou mascarar o resultado do exame.

 

Além disso, usar peças leves e pequenas, ajudam a certificar que os resultados são os mais exatos possíveis.

 

Toda a preparação é muito importante porque, por exemplo, no que diz respeito à água, se não houver hidratação adequada, o corpo tem menos água para a corrente elétrica precorrer e, por isso, o valor de massa gorda poderá ser maior do que o real.

Já quando existe retenção de líquidos, também é importante fazer exame o mais cedo possível, e informar o técnico, pois o excesso de água no corpo poderá levar a um aumento da quantidade de massa magra, que também não reflete a realidade.