• Dra. Tamara Haesbaert

Covid e Diabetes Tipo 1: A relação entre duas pandemias



Algumas doenças virais foram suspeitas de induzir ou acelerar o aparecimento do diabetes tipo 1. As evidências até o momento sugerem que seja improvável que o infecção pelo SARS-CoV-2 induza a autoimunidade ou cause dano permanente à célula B (a célula que produz insulina).


É possível mas ainda não comprovado que o quadro inflamatório gerado pelo coronavírus possa prejudicar ou atordoar a reserva limitada de células B em indivíduos já predispostos ao diabetes tipo 1, podendo acelerar a manifestação da doença.


Importante estar alerta pois uma quadro de COVID-19 pode apresentar-se inicialmente com hiperglicemia e até cetoacidose diabética, sendo que alguns sintomas inicias do COVID-19 como náuseas e vômitos podem mascarar o início de uma cetoacidose diabética, atrasando o diagnóstico e agravando o quadro. Portanto, em caso de qualquer sintoma, procure assistência médica imediatamente.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo